quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Trocando Ideias sobre O Retrato de Dorian Gray


O projeto Trocando Ideias no Mundo da Leitura retoma suas atividades neste mês de setembro, com o debate da obra O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde. O encontro acontecerá no dia 27 de setembro, sexta-feira, das 18h 30min às 19h 30min. O projeto, iniciado no mês de junho com o debate da obra Cem anos de solidão, de Gabriel García Márquez, visa aproximar leitores e não leitores da literatura clássica universal para uma roda de conversa sobre as obras propostas, com a mediação dos monitores Fernanda Lopes e Lucas Cyrino. O evento é aberto ao público acadêmico e comunidade em geral.
O Retrato de Dorian Gray, lançado em 1891, é uma espécie de mito faustiano da perda da alma em troca dos prazeres mundanos que se tornou um clássico da literatura mundial pelo refinamento da escrita e pela universalidade do tema. Com uma destreza de estilo único, Oscar Wilde cria frases lapidares com um humor ácido e um olhar astuto, criticando ferrenhamente a hipocrisia de uma sociedade que passava por transformações muito rápidas.
Oscar Wilde nasceu em Dublin em 1854, filho de um médico e de uma escritora e tradutora. Graduado em Oxford, sua carreira literária foi fulminante - quase todos os seus livros se tornaram clássicos da literatura inglesa -, mas foi interrompida por um processo judicial sobre sua ligação homossexual com o aristocrata inglês Lord Alfred Douglas, e teve como "prova" contra si no processo sua mais célebre obra, O Retrato de Dorian Gray. Wilde acabou sendo condenado à prisão com trabalhos forçados. Cumprida a pena, decidiu exilar-se e morreu em Paris em 1900.